top of page
Buscar
  • Nara Pinski

Fazendo História na Universidade Bar-Ilan

Este ano acadêmico é particularmente agradável: quase metade dos 11 reitores de Bar-Ilan são mulheres, o que é inédito na história da Universidade! A nomeação de três mulheres para chefiar as faculdades de direito, educação e humanidades eleva para cinco o número de atuais reitoras.

Outra novidade: 50% dos membros eleitos do Senado da Universidade - o órgão acadêmico de mais alto escalão, que inclui 70 membros - são professores do sexo feminino.

As novas reitoras são Prof. Michal Alberstein, Faculdade de Direito; Prof. Zehavit Gross, Faculdade de Educação; e Prof. Daniela Dueck, Faculdade de Humanidades. Eles se juntam a duas reitoras em exercício: Prof. Ronit Sarid, Reitora da Escola de Pós-Graduação e Prof. Nira Mishal, Reitora de Estudantes.

O Prof. Michal Alberstein é o novo Reitor da Faculdade de Direito. Ela é especialista em resolução de conflitos, formalismo jurídico, jurisprudência, trauma e memória e resolução de conflitos com base na identidade. Ela é a investigadora principal em um ERC Consolidator Grant para estudar Judicial Conflict Resolution (JCR) e em um ERC Proof of Concept Grant para facilitar a resolução de conflitos por meio do aprendizado de máquina de IA. O Prof. Alberstein escreveu dezenas de artigos e três livros, e ensina e aconselha estudantes de pesquisa em Israel e ao redor do mundo. Ela recebeu o Prêmio Fattal para estudiosos jurídicos ilustres e o Prêmio Bar-Ilan Rector por realizações acadêmicas excepcionais.

"Juntar-se às atuais reitoras fortalece a onda refrescante de liderança inovadora em Bar-Ilan", diz o Prof. Alberstein. De sua nova posição, ela diz: "Minha ambição é estabelecer um centro de justiça social na Faculdade que combine atividade clínica com pesquisa aprofundada que contribua para relacionamentos ótimos por meio do diálogo e da capacidade de lidar com as complexidades".

O Prof. Zehavit Gross é o novo Reitor da Faculdade de Educação. Professora titular, ela dirige o programa de treinamento para gestão e desenvolvimento de sistemas educacionais informais, a Cátedra UNESCO em Educação para Valores, Tolerância e Paz e o Centro Sal Van Gelder para Pesquisa e Instrução do Holocausto na Faculdade de Educação. Ela é especialista em pesquisa de educação religiosa e inter-religiosa, educação para a paz e tolerância e instrução sobre o Holocausto em educação informal em Israel e em todo o mundo. A sua investigação centra-se nos processos de socialização (religiosa, nacional, de género e étnica) dos adolescentes. Ela é parceira em quatro projetos de pesquisa internacionais na Europa, Estados Unidos, Austrália e Hong Kong, Cingapura, Nova Zelândia e China. Os artigos da Prof. Gross foram publicados em jornais importantes, e ela escreveu e editou muitos livros e lecionou em universidades de prestígio em todo o mundo.

"O fato de haver tantas reitoras expressa o espírito da época - tudo é aberto e tudo é possível e o principal é que trabalhemos duro e tenhamos sucesso", disse o Prof. Gross.

A Prof. Daniela Dueck, membro sênior do corpo docente do Departamento de Estudos Clássicos e do Departamento de História Geral, é a nova Reitora da Faculdade de Humanidades. Ela estuda e ensina história e cultura grega e romana antigas, especializando-se em geografia antiga, sua documentação e suas tradições. O último livro do Prof. Dueck, publicado pela Routledge, explora a circulação do conhecimento geográfico entre populações analfabetas e oferece uma nova metodologia para a avaliação e transmissão da geografia por meios orais e visuais.

"Acredito que uma de nossas principais tarefas como universidade é nutrir uma geração de pioneiros em todos os ramos da ciência e tecnologia que serão indivíduos multifacetados e de mente aberta com altas habilidades analíticas, enquanto, ao mesmo tempo, cultivam pesquisas futuras especialistas nas disciplinas eternas que compõem as Humanidades. Essa combinação, a meu ver, é a chave para uma sociedade melhor, uma ciência melhor, startups melhores e mais bem-sucedidas e seres humanos melhores", disse o Prof. Dueck.

"Nos últimos anos, Bar-Ilan tem incentivado a nomeação de mulheres para cargos gerenciais na academia", disse o Reitor da Universidade, Prof. Amnon Albeck, que chefia o corpo acadêmico do Senado que nomeia reitores e outras lideranças seniores. "Os maravilhosos reitores que escolhemos e a impressionante porcentagem de mulheres no Senado são o resultado de um aumento contínuo no número de professoras seniores do sexo feminino. Espero que essas nomeações encorajem mais mulheres a ingressar na academia para realizar pesquisas e fazer uma impacto junto com a gente."


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page